Brasileiros no Exterior

Sônia Mota realiza na Alemanha projeto de dança-teatro com elenco de mulheres refugiadas

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Sônia Mota e Petra Kron.
Foto: DivulgaçãoFoto: Divulgação

No Studio Kabawil está em foco a criatividade da juventude e a integração de pessoas estrangeiras.

Clique para ampliar

  Em A Conferência dos Pássaros, poema sufi escrito no século 12 por um poeta persa, Farid ud-Din Attar, os pássaros do mundo se reúnem e decidem encontrar o legendário Simorgh, equivalente à fênix ocidental. Um grupo de pássaros começa então a sua jornada e deve cruzar sete vales para alcançar o que deseja – na verdade, a resposta a todas as questões da humanidade.

Foto: DivulgaçãoFoto: Divulgação

Sônia Mota

Clique para ampliar

 É esta história que inspira Encôntro, um projeto de dança-teatro com roteiro e coreografia de Sônia Mota, uma das mais importantes artistas de dança do Brasil, com direção geral e concepção da alemã Petra Kron. O resultado final deste trabalho será apresentado dia 18 de março de 2017, sábado, às 18h, no Studio Kabawil, em Düsseldorf, Alemanha. 

 O Studio Kabawil existe desde 2003, com o objetivo de patrocinar projetos que estimulam a criatividade da juventude e de pessoas estrangeiras com dificuldades de integração na Alemanha. Atualmente, acolhe também refugiados de países que buscam sobreviver na Europa. 

Foto: DivulgaçãoFoto: Divulgação

Petra Kron

Clique para ampliar

Encôntro reúne mulheres refugiadas de diversos países e também da cidade alemã de Düsseldorf, com idade entre 12 e 70 anos. Unidas pela arte, elas têm como busca o entendimento comum da paz e da felicidade.

Foto: DivulgaçãoFoto: Divulgação

Sônia Mota em ensaio de Encôntro, que reúne mulheres refugiadas de diversas culturas.

Clique para ampliar

  Como os pássaros do poema persa, elas estabelecem um encontro para uma procura comum, compartilhando suas estórias, suas danças e canções. O aprendizado mútuo lhes permite lidar com suas vidas na sociedade atual. Em conjunto, elas espelham umas às outras em seus movimentos e em sua musicalidade.

Foto: DivulgaçãoFoto: Divulgação

Sônia Mota (de costas) em ensaio de Encôntro

Clique para ampliar

  Lado a lado, elas desenvolvem um cruzamento cultural nesta peça de dança-teatro, e naturalmente se posicionam no momento presente de suas vidas. Ao mesmo tempo, ampliam a compreensão de si mesmas e sobre as demais participantes. O trabalho envolve uma pesquisa sobre cultura feminina em dimensão local e global e a procura por espaços onde mulheres podem se encontrar, interagir e trocar experiências de vida.

Encôntro é o início de uma colaboração contínua para estimular a participação feminina neste projeto artístico, que ao mesmo tempo se mantém aberto para a integração de outras mulheres.

Foto: DivulgaçãoFoto: Divulgação

Sônia Mota durante o desenvolvimento do projeto de dança-teatro Encôntro

Clique para ampliar

 O projeto dá continuidade a propostas que Sônia Mota desenvolve há algum tempo. Há cerca de 30 anos vivendo na Alemanha, ela desenvolveu uma respeitável carreira como bailarina, coreógrafa e professora. Suas aulas de dança, denominadas Arte da Presença, refletem uma pesquisa que se baseia na busca do indivíduo atrás de cada artista ou bailarino. A partir de 2008, Sônia também passou a dar aulas para idosos, movida pelo interesse de fazer um corpo mais velho se movimentar, dentro de sua naturalidade e de suas próprias condições. Na verdade, ela se interessa por pessoas que dançam – sem distinção de idade, aparência, origem, cultura ou formação. Como na Conferência dos Pássaros, é a humanidade que está em foco no trabalho de Sônia.

 

Foto: DivulgaçãoFoto: Divulgação

Sônia Mota e uma das participantes do projeto Encôntro.

Clique para ampliar

Se revezando entre a Alemanha e o Brasil, Sônia Mota faz deste atual projeto a ponte que possibilita os mais diversos encontros, com um olhar especial sobre a condição feminina.

Encôntro (o acento circunflexo é para ajudar na pronúncia alemã) é dançado por 15 mulheres. A trilha sonora do espetáculo é de Thomas Klein e Dorothea Gädeke. Wolfgang Pütz assina a iluminação.

Clique ao lado, em Publicações Relacionadas, e veja vídeo com entrevista de Sônia Mota, na época em que ela dirigiu a Cia. de Dança Palácio das Artes, de Belo Horizonte (MG, Brasil), de 2010 a 2013.