Dia a Dia

Thiago Granato abre a programação de dança de 2019 de São Paulo com a trilogia Coreoversações no Sesc Avenida Paulista

Foto: Sebastian Gabsch

A trilogia Coreoversações, do coreógrafo Thiago Granato, será apresentada completa pela primeira vez no Brasil no Sesc Avenida Paulista. O performer mostra os solos Treasured in the Dark, Trança e o inédito Trrr, que foram criados a partir de uma pesquisa coreográfica desenvolvida em diferentes colaborações imaginárias entre coreógrafos mortos, vivos e que ainda não nasceram.

Foto: TITD_Bertrand-Delous

Clique para ampliar

  Coreoversações integra pesquisa, criação, produção e formação. O primeiro espetáculo da trilogia é Treasured In The Dark (2015) – um solo que conduz o público numa jornada onde presenças humanas e não humanas possam ser sentidas. Usando o próprio corpo como veículo, Thiago Granato se transforma numa interface através da qual uma transcomunicação acontece. Sonoridades ambíguas, objetos híbridos flutuantes, sombras iluminadas e presenças anônimas se materializam. Numa sequência de cenas mutantes, pontuadas por transformações súbitas e totais, a performance oferece uma perspectiva metamórfica, provocando sentidos para a existência.

Foto: Haroldo Saboia

Clique para ampliar

  Trança (2016), segunda criação da trilogia, é um convite para uma experiência sensorial onde som, luz e movimento se entrelaçam e se ramificam sobre superfícies insólitas em tempos vertiginosos. Através de uma coreografia de mãos, Thiago Granato acelera processos de transformação nos quais diferentes forças são traduzidas em signos, promovendo uma investigação sobre o poder do corpo em criar contextos onde ele possa detectar novos modos de habitar, comunicar, transitar e se reinventar.

Foto: Trrr Paula Faraco

Clique para ampliar

Inédito no Brasil o espetáculo Trrr, que estreou em agosto de 2018 no Tanz im August Festival em Berlim, na Alemanha, encerra a trilogia. O solo é um chamado para uma dimensão espacial e temporal da realidade, na qual o passado está localizado na frente do corpo e o futuro atrás dele. Para Thiago Granato, a coreografia é uma zona onde entidades arcaicas podem se manifestar, como nunca vistas e ouvidas antes. “Trrr inscreve uma dança nas margens do tempo, realizada por um corpo que se move simultaneamente para frente e para trás em espaços ainda não mapeados ou já esquecidos”, conta ele.

O performer e coreógrafo explica ainda que Coreoversações tem como objetivo principal criar uma rede de relações entre os artistas participantes e o público, capacitando discussões sobre história, herança, autoria, propriedade, tradução, transmissão, incorporação e presença na dança contemporânea.

Sobre Thiago Granato

Foto: Haroldo Saboia

Clique para ampliar

Thiago Granato é performer e coreógrafo brasileiro que vive e trabalha entre o Brasil e a Alemanha.

Suas peças foram apresentadas em diferentes países, tais como Brasil, Israel, Espanha, Áustria, Alemanha, Suécia, Noruega, Itália, França, Romênia, Líbano e Coréia. Entre elas estão Plano B (2008), We are not superficial, we love penetration (2008), Tombo (2009), Basement (2011), This is Concrete (2012), Treasured in the Dark (2015), Trança (2016) e Trrr (2018).

Trabalhou com diferentes artistas tais como: Simone Mello, Adriana Grechi, Lia Rodrigues, João Saldanha, Laura Sämy, Cristina Moura, Neto Machado, Cristian Duarte, Thelma Bonavita, Enrique Diaz, Mariana Lima, Mathilde Monnier, Xavier Le Roy, Cecília Bengolea, François Chaignaud, Jefta van Dinther e Frédéric Gies.

Participou do programa Ex.e.r.ce (2008), coordenado pelo coreógrafo Xavier Le Roy, no Centre Chorégraphique National de Montpellier (França).
É professor nas universidades DOCH – University of Dance and Circus em Estocolmo (Suécia) e MTD – Modern Theater Dance Department na AHK em Amsterdã (Holanda). Também foi mentor na HZT/UDK – Universität der Künste em Berlim (Alemanha).

Durante os anos de 2013 e 2014 foi bolsista da Akademie Schloss Solitude em Stuttgart (Alemanha).

Trança, o segundo solo da trilogia Coreoversações foi contemplado pelo Prêmio Funarte de Dança Klauss Vianna para Criação em 2014.

Em 2015 foi artista residente do Les Recollets em Paris (França).

Em Janeiro de 2017 criou Hosts, uma peça de dança encomendada pelo MTD – Modern Theater Dance Department na AHK em Amsterdã (Holanda) para um grupo de 14 estudantes.

Atualmente é integrante do curso de mestrado New Performative Practices – NPP na DOCH – universidade de dança e circo, em Estocolmo (Suécia).
Treasured In The Dark

Dias: 11 e 12 de janeiro de 2019 (sexta-feira e sábado)

Horário: 21h

Local: Sala Arte II – 13º andar

Ingressos: Ingressos: R$ 20,00 (inteira); R$ 10,00 (meia: estudante, servidor de escola pública, + 60 anos, aposentados e pessoas com deficiência); R$ 6,00 (credencial plena: trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes).

Duração: 50 minutos

Classificação etária: 18 anos

Ficha técnica – Concepção, direção, coreografia e performance: Thiago Granato. Coreógrafos “convidados” (presenças ficcionais): Hijikata Tatsumi (Japão/1938-1986) e Lennie Dale (USA- Brasil/1934-1994). Assistência de Direção: Sandro Amaral. Criação de Luz: Jan Fedinger. Operação de Luz: Jimmy Wong. Trilha Sonora: Gerald Kurdian. Operação de Som: Randal Juliano. Consultoria artística: Carolina Mendonça e Lou Forster. Consultoria de figurino: Marion Montel. Produção: Thiago Granato e Sandro Amaral. Produção Brasil: Corpo Rastreado. Co-produção: LE CND – Un centre d’art pour la danse (FRA) e Cullbergballeten (SUE), através do Life Long Burning e Cultural Program of the European Union 2013 – 2018. Apoio e Residência Artística: Akademie Schloss Solitude – Stuttgart (ALE); JES – Junges Ensemble Stuttgart (ALE); WASP (Working Art Space & Production) – Bucareste (ROM); 4Culture; Wild Card – Life Long Burning; CCN Montpellier (FRA); Cidade de Paris/Institut Français – Les Recollets Centre – “Lauréat du programme de résidences internationales Ville de Paris / Institut Français aux Récollets” – 2015 (FRA); BUDA Arts Centre Kortrijk (BEL); FID – Fórum Internacional de Dança (BRA).

Trança

Dias: 13 de janeiro de 2019 (domingo)

Horário: 18h

Local: Sala Arte II – 13º andar

Ingressos: Ingressos: R$ 20,00 (inteira); R$ 10,00 (meia: estudante, servidor de escola pública, + 60 anos, aposentados e pessoas com deficiência); R$ 6,00 (credencial plena: trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes).

Duração: 50 minutos

Classificação etária: 14 anos.

Ficha Técnica – Concepção, Direção, Coreografia e Performance: Thiago Granato. Assistente de direção: Sandro Amaral. Coreógrafos convidados: Cristian Duarte e João Saldanha. Criação de Luz: André Boll. Operação de Luz: Jimmy Wong. Trilha sonora: Márcio Vermelho. Operação de Som: Randal Juliano. Consultoria de figurino: Paula Ströher. Produção: Sandro Amaral e Thiago Granato. Produção Brasil: Corpo Rastreado. Este projeto foi contemplado pelo Prêmio Funarte de Dança Klauss Vianna 2014.

 

Trrr
Dias: 17 a 20 de janeiro de 2019

Horário: 21h (quinta-feira a sábado) e 18h (domingo)

Local: Sala Arte II – 13º andar

Ingressos: Ingressos: R$ 20,00 (inteira); R$ 10,00 (meia: estudante, servidor de escola pública, + 60 anos, aposentados e pessoas com deficiência); R$ 6,00 (credencial plena: trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes).

Duração: 60 minutos

Classificação etária: 18 anos.

Ficha Técnica – Concepção, direção, coreografia e performance: Thiago Granato. Coreógrafos “convidados” (presenças ficcionais): Pedra e Onça. Assistência de direção: Sandro Amaral. Conselho Artístico: Jefta van Dinther. Treinamento Físico: Daniela Visco. Conselho de dramaturgia: Laura Samy. Sound designer: David Kiers. Operação de Som: Randal Juliano. Light designer: Susana Alonso. Operação de Luz: André Boll. Voz em off: Chrysa Parkinson. Produção: Sandro Amaral e Thiago Granato. Produção Brasil: Corpo Rastreado. Finanças e administração: www.penkiito.com. Co-produção: STUK Kunstencentrum (Leuven/BEL), CND – Centre National de la Danse (Pantin/FRA), Tanz im August / HAU Hebbel am Ufer (Berlin/ALE), PACT Zollverein (Essen/ALE), apoiado por fabrik Potsdam (ALE), Théâtre de Nîmes – Scène conventionnée pour la danse contemporaine (Nîsme/FRA) e Centre de Développement Chorégraphique Uzès (Uzès/FRA).
Apoio: ÉTAPE DANSE, iniciativa de Institut Francais Deutschland / Bureau du Théâtre et de la Danse, Uzès Danse CDCN, Théâtre Nîmes and fabrik Potsdam, com o apoio  do Ministère de la Culture et de la Communication/DGCA e da cidade Potsdam; BUDA Arts Centre (Kortrijk/BEL) e Tanz Fabrik (Berlim/ALE).
Financiado por Senate Department for Culture and Europe of Berlin (ALE).

 

Sesc Avenida Paulista:

Avenida Paulista, 119, Bela Vista, São Paulo (SP), tel. (11) 3170-0800. Estação de metrô: Brigadeiro (350m).

www.sescsp.org.br/avenidapaulista