Programação Brasil

São Paulo - SP

Gícia Amorim, Joaquim Abreu, Sophie Jégou, Thierry Miroglio
Mutações

Foto: Arnaldo J.G.Torres
Foto: Arnaldo J.G.Torres

O espetáculo Mutações é um encontro entre duas dançarinas e dois músicos percussionistas, que promove um intercâmbio entre culturas brasileira e francesa.

Gicia Amorim 2017 Mutações 2   As coreógrafas e bailarinas Gícia Amorim e Sophie Jégou propõem pesquisas de composição do movimento em que a dança se desdobra como uma partitura coreográfica, dialogando com as obras musicais. A obra, em consonância com a arte contemporânea, acontece a partir da transversalidade entre as artes, dialogando com profissionais das diferentes linguagens, como compositores, coreógrafos, intérpretes e artistas visuais.  

A parceria entre Joaquim e Thierry já é de longa data. Em 1990, ambos formaram, junto com Carlos Tarcha, o Trio Franco Brasileiro de Percussão. Com este projeto, realizaram mais de 50 concertos nos principais teatros e festivais brasileiros e europeus. Nos anos 2000, já em duo, trabalharam com a soprano brasileira Andrea Kaiser, o clarinetista Paulo Passos e a pianista francesa Ancuza Aprodu, interpretando obras de compositores consagrados, de produções nacionais e internacionais como Almeida Prado, Ernst Widmer, Willy Corrêa de Oliveira, Philippe Manoury e K. Stokhausen.

Em 2017, uniram-se a Gícia e Sophie, que têm em comum os elementos de formação e conceitos coreográficos inspirados no bailarino e coreógrafo norte-americano Merce Cunningham. Juntos, os quatro interpretam criações para obras de Montovani, Paulo C. Chagas e Luiz Carlos Cseko, com arranjos e coreografias que dialogam entre si e evidenciam as diferentes formas de expressão musical e corporal.

31 de agosto e 1 de setembro/2017
Quinta-feira às 21h
Sexta-feira às 19h
R$ 9; R$ 15; R$ 30

Rua Clélia, 93, São Paulo (SP), tel. (11) 3871-7700.

Duração: 1h15.

Classificação etária: livre.

www.sescsp.org.br/pompeia