Programação Brasil

São Paulo - SP

Raul Rachou e Renan Marcondes – Zulmira Elizabeth

Foto: Divulgação

O reencontro de um filho com a mãe já falecida, através da memória corporal dos gestos que ambos viveram juntos, dentro de uma relação repleta de afeto e cuidado. Essa é a tônica do espetáculo de dança Zulmira Elizabeth, de Raul Rachou e Renan Marcondes.

No final de 2017 a mãe de Renan Marcondes, idealizador do projeto, faleceu de maneira inesperada, aos 52 anos de idade. Acometido pelo luto, e por tantos outros sentimentos que a perda de alguém tão próximo traz ao ser humano, o artista propõe, através de sua obra, pensar a morte por uma perspectiva mais generosa e calma, entendendo-a como parte do processo vital e como um acontecimento a ser olhado com tranquilidade.

“Não é apenas um projeto sobre minha mãe, mas também para ela, no sentido de buscar o tempo, os gestos e o cuidado que não foram possíveis, dada a morte prematura”, conta Renan.

  Zulmira Elizabeth é resultado de uma pesquisa empreendida no MIS (Museu da Imagem e do Som de São Paulo), contemplada pelo Prêmio de Criação em Residência. Nela, Renan Marcondes busca encontrar referências afetivas e lugares que são comuns ao público. As coreografias são centradas em gestos corriqueiros, que parecem banais, típicos de uma mãe que toca o filho e de um filho que toca a mãe, e de todo universo sensível que as pessoas percebem a partir do toque. A trilha sonora fica por conta das músicas que marcaram época nas décadas de 80 e 90, como Arco Íris (Xuxa), Sapato Velho (Roupa Nova) e Poema (Ney Matogrosso).

Raul Rachou, filho da bailarina Ruth Rachou e mentor do projeto, também é um parceiro em cena, aparecendo de forma gradual com a mesma roupa e acessórios utilizados por Renan. Durante o espetáculo, ambos buscam mostrar não apenas uma morte que já foi, mas a morte que virá, com uma clara alusão ao envelhecimento de quem fica.

O título Zulmira Elizabeth é a fusão entre a personagem vivida pela atriz Fernanda Montenegro (Zulmira) na peça A Falecida, de Nelson Rodrigues, e dona Elizabeth, mãe de Renan Marcondes, nascida em 1965, ano de lançamento do filme.

Além do espetáculo no Sesc Consolação, o público poderá participar do curso gratuito Dança para além dos anos, ministrado por Raul Rachou, que pretende aproximar pessoas de diferentes idades e com diferentes vivências na arte da dança.

Sobre Renan Marcondes

Artista, performer e pesquisador, seu trabalho compreende pesquisa prática e teórica em dança e performance. Doutorado pela ECA-USP, seus principais projetos incluem Como um jabuti matou uma onça e fez uma gaita de um de seus ossos (Proac Dança 2015, prêmio do setor de performances da SP-Arte 2016); Protetores de Proximidade Humana (temporada de projetos do Paço das Artes, Prêmio da Mostra de Arte da Juventude do SESC, prêmio aquisição 43º SARP) e Projeto Invisível. É membro fundador do Pérfida Iguana, polo de produção em dança contemporânea gerido em parceria com a bailarina Carolina Callegaro, com o qual produziram Um instante anterior à extrema violência (Proac Dança 2015), materiaIVONE e SEM LUZ (Proac Dança 2017).

Sobre Raul Rachou

Formado em dança moderna e contemporânea, é discípulo de Ruth Rachou e Helena Bastos. Intérprete-criador do Musicanoar desde 1993, vem participando de todas as produções do grupo a partir desta data. De 1979 a 2015, dirigiu a Escola de Dança Ruth Rachou que implantou projetos pioneiros: os primeiros cursos de pilates em São Paulo; a introdução de cursos de reflexão teórica em escolas de dança, como o programa multidisciplinar Corpo Inteiro; a precursora mostra de dança não competitiva Inventores da Dança e, em parceria com o Cena-Centro de Encontro das Artes, a realização do projeto A Técnica conta a Dança: uma história da dança moderna através de cursos técnicos e espetáculos de reconstituições de obras emblemáticas da dança moderna norte-americana. Paralelo a estas atividades, vem participando, desde a sua fundação, do CEDCentro de Estudos de Dança, na PUC/SP, coordenado por Helena Katz. Recebeu o Prêmio APCA/2001 de Melhor Criador-Intérprete, com o espetáculo Cães, e também o Prêmio APCA/200 com o espetáculo Vapor, ambas produções do Grupo Musicanoar.

 

6 a 14 de dezembro/2018
Quintas e sextas às 20h
R$ 20, R$ 10, R$ 6

Rua Dr. Vila Nova, 245, Vila Buarque, São Paulo (SP), tel. (11) 3234-3000. Estação de metrô: Mackenzie (linha 4, Amarela).

Duração: 50 minutos.

Classificação etária: livre.

Curso de dança:

Dança para Além dos Anos

Com Raul Rachou
De 10 a 12/12/2018, segunda a quarta, das 14h às 17h.
Local: Sala Ômega (8º andar).
Não recomendado para menores de 16 anos
GRÁTIS

www.sescsp.org.br/consolacao