Quem é Quem na Dança Brasileira

Esther Weitzman Companhia de Dança

esther_weitzman_trio_pordosol_foto_renato_mangolin
www.estherweitzman.com

Esther Weitzman fundou sua companhia em 1999, depois de criar, no Rio de Janeiro, o Studio Casa de Pedra - Centro de Educação e Arte do Movimento. é formada em dança pela Escola Angel Vianna e em educação física pela Universidade Gama Filho (1987). Em 1995 aprofundou seus estudos com Ivaldo Bertazzo, na Escola de Reeducação do Movimento, em São Paulo. Também possui pós-graduação em Arte e Filosofia pela PUC-RJ (2006). Em 2000, estreou a coreografia Terras, apontada como uma das melhores daquele ano pelos jornais O Globo e Jornal do Brasil, o mesmo ocorrendo, posteriormente, com Sonoridades (2002) e Territórios (2006). Entre os prêmios que recebeu pode-se destacar a bolsa de criação artística RioArte de 2002, que resultou no espetáculo Sonoridades (2002), o prêmio de dança Klauss Vianna/FUNARTE de 2006 e 2008, e o edital do Estado do Rio de Janeiro de 2009. Atualmente integra o corpo docente do curso de licenciatura em dança e do curso de teatro da UniverCidade (Rio de Janeiro) e da PUC-RJ, em matéria eletiva. Seus trabalhos mais recentes são O que imagino sobre a morte e Presenças no tempo (2009), criadas para comemorar os dez anos de atividades da companhia. Além das criações para sua companhia, Esther Weitzman participou, em 2008, como coreógrafa da ópera Fidélio, no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, com direção de Alberto Renault. Em maio de 2010 estreou seu segundo trabalho para ópera, como coreógrafa de Il trovattore, direção de Bia Lessa. Em 2010, fez a direção de movimento da peça A carpa, com direção de Ary Coslov.